Baile Pernambuco tem RAP

São diversas as lutas femininas travadas em todo o mundo ao longo do tempo... A luta por igualdade despertou o inicio de ações revolucionárias por condições saudáveis de trabalho, salários justos, reconhecimento profissional, carga horária digna, fim do trabalho infantil entre tantas outras causas destaca-se a greve e o incêndio criminoso na fábrica têxtil em 1857 que se tornou um marco nessa trajetória de mobilização na luta por direitos. Alguns podem dizer que é apenas mais uma data, mas não seria mais sensato enxergar como reflexões a respeito das discriminações e violências morais, físicas, sexuais e fatais ainda sofridas pelas mulheres, principalmente nas periferias de todo o Brasil ?! A Cultura Hip Hop também tem sua responsabilidade no contexto feminino ao empoderar as mulheres no desenvolvimento da arte nessas mais diversas periferias. Motivadas, conquistam tudo aquilo que desejam em meio a essa realidade, já que o Hip Hop forma mentes conscientes e as prepara a enfrentar o que for preciso na luta por igualdade ou para simplesmente falar que permanecem resistindo e sempre prontas a enfrentar as opressões. Inspirados por conceitos que agregam valor à vida, a Conexão Hip Hop PE, que também tem a resistência feminina em sua formação, dedica de forma extraordinária a edição de Abril, reafirmando que precisamos equilibrar essa "balança"desigual, somando em ideias, ações e muito RAP: #BailePEtemRAP apresenta AS MiNAS DO RAP PE!